Se você ainda não se deparou com a obra Kaguya-Sama: Love is War, prepare-se para uma jornada repleta de comédia, romance e reflexões sobre a complexidade do amor. Este anime, baseado no mangá de Aka Akasaka lançado em 2015, é mais do que uma simples história de romance colegial é uma ode à juventude e todas as suas experiências.

A trama gira em torno dos protagonistas, Miyuki Shirogane e Kaguya Shinomiya, que também são os representantes do conselho escolar. No papel de presidente e vice-presidente, respectivamente, eles têm a difícil tarefa de liderar não apenas a escola, mas também seus próprios corações.

A vida escolar deles se desenrola em meio a situações hilariantes, cheias de mal-entendidos e estratégias elaboradas. Ao longo da convivência, Miyuki e Kaguya desenvolvem sentimentos um pelo outro. Mas, movidos por suas inexperiências e por uma visão distorcida sobre o que é o amor, eles acreditam que declarar seu amor primeiro seria perder uma batalha que remonta à própria humanidade, para eles o amor é visto como uma espécie de campo de batalha emocional.

Kaguya-Sama: Love is War

Conforme os protagonistas amadurecem e entendem melhor seus sentimentos, percebem que essa visão de amor como uma guerra está completamente equivocada. A série nos brinda com momentos de autodescoberta, expressão genuína de emoções e uma reviravolta nas percepções do amor.

Kaguya-Sama: Love is War conta com três temporadas, um especial, um filme animado e dois filmes em live action. A história não se limita apenas aos protagonistas; ela se estende ao círculo de amizades ao redor deles, proporcionando uma imersão completa na jornada de descobertas dos primeiros sentimentos, relacionamentos e na vivência da juventude.

Outro ponto que vale destacar é a trilha sonora das abertura. Cada temporada conta com uma música do cantor Suzuki Masayuki que traz um aspecto jovial e dançante, com um ritmo que lembra o city pop dos anos 80 e que ambienta o ritmo da história.